terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Análise tática do jogo Inter de Milão 2 x 0 Milan

Confira abaixo, a análise tática do derby italiano vencido pela Inter de Milão, por 2 a 0, diante do Milan:



O Milan entrou em campo no tradicional 4-3-3. Com Borriello de centroavante, Backham e Ronaldinho Gaúcho pelas pontas, e Pirlo na ligação ao ataque. No setor defensivo, Leonardo manteve a tradicional linha de quatro atrás, com: Abate e Antonini nas laterais, e a zaga era composta por Favalli e Tiago Silva. A frente, na proteção da defesa, ficava Gattuso pela direita, e Ambrosini, na esquerda, porém ambos ajudavam nas armações das jogadas, auxiliando os dois ponteiros.

Já a Inter, tinha como esquema tático a formação 4-3-1-2. Santon e Maicon eram os laterais, sendo protegidos por Muntari e Zanetti respectivamente. Samuel jogava como zagueiro pela esquerda, enquanto Lúcio era o defensor pela direita. A frente da zaga, Cambiasso ficava responsável pela proteção.

Sneidjer era o encarregado de abastecer o ataque com Diego Milito e Pandev, porém, após a sua expulsão, Milito acabou ocupando a sua posição.

Organização defensiva da Inter de Milão foi fundamental

O fator determinante taticamente para a vitória da Internazionale foi, sem a menor dúvida, a solidez do seu setor defensivo. Zanetti era o encarregado de marcar Ronaldinho Gaúcho, enquanto Muntari fechava na marcação em cima de Beckham. Com isso, os dois armadores das jogadas pelas pontas do Milan, não tiveram espaço para criar.

Além disso, outro que poderia ajudar na armação das jogadas, era Pirlo, porém o jogador não conseguia exercer bem sua função. Por algumas vezes, Leonardo até que tentou trocar a posição dele com Ambrosini, para que ele pudesse ajudar Ronaldinho pela esquerda, mas esta mudança não surtiu efeito.

Outro aspecto importante, era que mesmo com o domínio de jogo, 68 % de posse de bola, o Milan não teve equilíbrio. Prova disso foi que 41% das jogadas de ataque do time rossonero aconteceram pela esquerda, principalmente com Ronaldinho e Ambrosini, mas sem objetividade.

Na segunda etapa, Leonardo sacou Gattuso e colocou em campo Seedorf, para que ele pudesse dar assistência a Backham na direita. Mas a substituição também não funcionou.

A Inter, mesmo com um jogador a menos, se armou muito bem na defesa (fazendo quase uma marcação homem a homem, como pode ser visto na imagem ao lado) e poderia até ter saído com um placar maior, já que no setor defensivo do Milan existia um buraco enorme entre a linha de defesa e o meio de campo.

Este é o típico jogo onde nem sempre quem tem a vantagem numérica sai como vencedor, pois não basta ter um jogador a mais, é preciso ter organização tática para poder vencer.

Abraços a todos, Jessica Corais

14 comentários:

carol sakurá 27 de janeiro de 2010 06:03  

Olá!
Passando pra desejar uma ótima quarta-feira a menina mais futebolística.
Adoooro!srrs

Bjs!

Claudio Henrique 27 de janeiro de 2010 12:22  

A inter jogou muito bem, esperava uma boa atyuação do Milan, mas deu Inter que se organizou muito bem taticamente.

Abraços

Anderson Santos 27 de janeiro de 2010 18:12  

Pois é, Jéssica, os times que jogam com um amenos parecem sentir mais dificuldades que os adversários, por incrível que pareça. Todo mundo acha que tem alguém na marcação sobrando ou que pode achar alguém na frente sozinho. Se o adversário tiver na frente basta repor o jogador expulso - se for na defesa - e a situação continuará a mesma.

Gabriel Campi 28 de janeiro de 2010 16:21  

Ronaldinho tentou aparecer, mas não conseguiu muito. A Internazionale encurralou o Milan, acabou fazendo dois gols e merecendo a vitória.
Também tenho meu blog sobre futebol:

http://blogfutebolnaveia.blogspot.com/

Blu 28 de janeiro de 2010 23:26  

Mais uma bela análise.

Muito se esperou do Milan pra esse jogo - principalmente do Ronaldinho.

Não dá pra fazer chover toda partida. Impossível!

Esse quase 5-3-2 do Mourinho tá de parabéns. Maicon e Julio Cesar também. Quem ganha com isso somos nós, que teremos uma seleção bem representada na África.

Stebozza 29 de janeiro de 2010 04:37  

Assisiti esse jogo. Sua análise tatica foi perfeita. parabéns!
Agora, temos que ressaltar a disposição dos jogadores e também o preparo físico dos mesmos, que possibilitou esse show tático. Diga-se, o Milan também foi incompetente, não soube usar do jogador a mais. Aliás, isto é comum. Várias evzes o time com um a mais não sabe como usufruir da vantagem que conqusitou.

António Pista 1 de fevereiro de 2010 10:40  

A diferença aí tem um nome: José Mourinho

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Carlos Gregorio Junior 2 de fevereiro de 2010 20:38  

Assisti a partida e notei que o Milan fica meio sem saída quando o Ronaldinho tá marcado, sem opção. Na grande maioria das vezes o Borriello ficava isolado, o que prejudicava as tabelas próximas a área.

Como falaste Jess, o Mourinho foi muito inteligente ao escalar o Zanetti, pois dessa forma ele pode liberar um pouco mais o Maicon, que jogou muito nessa partida.

Bela Análise!

Eddy 8 de fevereiro de 2010 22:23  

Jessica, meus parabéns, andei lendo algumas postagens do seu blog, e realmente vc entendi de futebol, um abraço, estarei seguindo seu blog.
Gostaria de propor a te uma parceria com troca de banner, ou link.
Se desejar pode seguir-me, mais independente de qualquer coisa estarei seguindo seu blog.

http://www.nasceuparavencer.com.br

Maldita Futebol Clube 9 de fevereiro de 2010 10:42  

cada dia você se supera, dona jéssica e fica a sugestão: que tal fazer uma analise tática completa do vasco de mancini e do flu de cuca para a decisão de sabado?

Maldita Futebol Clube 9 de fevereiro de 2010 10:42  

cada dia você se supera, dona jéssica e fica a sugestão: que tal fazer uma analise tática completa do vasco de mancini e do flu de cuca para a decisão de sabado?

Silvano Vianna 11 de fevereiro de 2010 12:06  

O que não entendi e nem entendo até hoje é como e porque o Leonardo resolveu colocar o Favalli que já era um lateral esquerdo limitado no miolo da zaga, mesmo com Nesta machucado ele ainda tinha Kaldze e Bonera no elenco. Antoninni e Abata também são muito limitados e ele tinha o Jankulovski como opção no banco e ainda poderia ter colocado o Beckham na direita com ele já jogou algumas vezes e adiantado Seedorf, o time ficaria mais forte, mas cada cabeça um mundo. De qualquer forma esta de parabéns, bela análise.
Abraços!

Anônimo 9 de junho de 2013 16:24  

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis generique
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis generique
http://prezzocialisgenericoit.net/ comprare cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis

Anônimo 13 de junho de 2013 10:32  

http://prixviagragenerique50mg.net/ viagra
http://prezzoviagraitalia.net/ comprare viagra
http://precioviagraespana.net/ viagra

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP