quarta-feira, 29 de julho de 2009

Entrevista de Philippe Coutinho a Gazzeta dello Sport

Confira, abaixo, a minha matéria para o Blog O Sentimento Não Para, que foi publicada no NetVasco:

Philippe Coutinho, jogador vascaíno, porém vendido para Inter de Milão, concedeu uma entrevista a Gazetta dello Sport, um dos maiores jornais esportivos do mundo, através de Stefano Paolini, consultor esportivo, em parceria com Carlo Pizzigoni, jornalista italiano.

Coutinho abordou diversos assuntos, entre eles: seu começo no futebol, Vasco, Inter de Milão, etc. Além de contar um pouco de sua vida pessoal e onde mais gosta de atuar.

Confira, abaixo, a entrevista com Philippe Coutinho, uma das maiores promessas vascaínas. Traduzida do italiano para o português através de Stefano Paolini em parceria com Jessica Corais:

Estreou pelo Vasco da Gama, Philippe Coutinho, promessa do futebol brasileiro, nascido em 1992 e comprado pela Inter de Milão. Atuando como meia-atacante, ganhou há pouco tempo o campeonato Sul Americano Sub 17 derrotando na final a Argentina, ele jogou como titular e foi o dono da camisa 10. O jogador cresceu no Vasco da Gama e disputou seu primeiro jogo no profissional, contra o Duque de Caxias (0-0) e mostrou grande habilidade. Lembrando que o palco disso tudo era a Segunda divisão brasileira.

A Inter de Milão, o comprou no verão passado desembolsando 3,8 milhões de euros, mas o deixou emprestado ao Vasco. Ele chegará a Milão ano que vem, quando completar 18 anos.

Philippe conte para nós onde você cresceu?

Sou do Rio de Janeiro, do Bairro da Rocha. Comecei a jogar futebol com 5 anos numa escolinha do meu bairro. Dois anos depois, enquanto jogava numa quadra, o avô de um amigo meu aconselhou meu pai a me levar em um grande clube. Como na minha família todos torcem pelo Vasco, fui até lá e fui aprovado imediatamente.

Onde você mais gosta de atuar? Em qual parte do campo você se adapta melhor?

Prefiro ficar mais perto da grande área para tabelar com os atacantes e chutar ao gol. Mas me adapto em outras posições sem problema nenhum. No Vasco, o treinador me pediu para jogar do lado direito, mas partido para o centro. Nós atuamos com dois meias-atacantes e um centroavante. Tenho que me coordenar com o outro meio atacante para poder achar o tempo certo e finalizar.

O presidente Moratti falou muito bem de você.

Eu fui duas vezes a Milão e todos me trataram muito bem. Gostei do ambiente e tenho uma ótima lembrança da cidade. Tem monumentos lindíssimos. Também fui aos restaurantes, acho a comida italiana excelente.

O que você curte durante seu tempo livre?

Tenho paixão por internet e vídeo game.

O que você gostaria de dizer aos torcedores da Inter?

Estou muito motivado e espero dar minha contribuição para os próximos sucessos da Inter.

Qual é o jogador da Inter, que você mais gosta?

Ibrahimovic (No período que a entrevista foi feita, ele ainda estava na Inter).

Gostaria de agradecer a Stefano Paolini, maior torcedor vascaíno italiano que conheço, pela entrevista e ajuda com a tradução.

Para conferir a matéria no Blog O Sentimento Não Para, clique aqui
Para conferir a matéria no NetVasco, clique aqui

2 comentários:

Gremista Fanático 29 de julho de 2009 16:30  

Tem um grande futuro pela frente o Fhilipe Coutinho por estar em um dos maiores clubes da Europa, beijos Jessica.
Saudações do Gremista Fanático

Brahma 29 de julho de 2009 21:48  

Falando com o Philippe deu para achar nele a personalidade de um futuro campeao, ele darà muita satisfaçoes a todos ao ser uma das maiores estrelas na Copa de 2014.
Bonito trabalho,Jessica,parabens!
Saudaçoes Vascainas

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP