quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Entrevista ao Blog do Futebol +

Confira abaixo, a minha entrevista ao Blog O Futebol +. Blog este muito bem dirigido por Uelton Gomes, a quem agradeço o convite por esta entrevista.

O Blog do Futebol +, conversou com uma moça que entende tudo de Formula 1, Jessica Corais, esse é o nome da fera que nos deu uma ótima sobre a F-1.

Falamos de tudo um pouco. Confira a entrevista.

Olá, tudo bem Jessica?

Oi Uelton, tudo ótimo. Quero desde já, agradecê-lo pelo convite para esta entrevista.

Jessica, esse ano ocorreu várias mudanças na F-1, das mudanças ocorridas quais foram as mais significativa?

Tivemos muitas mudanças, principalmente com a entrada do KERS na categoria, mas que acabou não vingando. Porém acredito que as mudanças aerodinâmicas foram as mais significativas.

Por que as grandes equipes, como Ferrari e Mclaren estão com grandes dificuldades esse ano?

Essas grandes equipes apostaram muito no KERS e não na parte aerodinâmica do carro. Ao contrário das outras equipes da F1. Também acredito que a Mclaren sentiu muita falta de Ron Dennis, ex-chefe de equipe. Já a Ferrari, desde que saiu Jean Todt, a escuderia nunca mais se encontrou na categoria.

Quais equipes ainda usam o Kers? Como funciona esse dispositivo?

Mclaren, Ferrari e Willians. Este dispositivo reaproveita a energia gerada nas freadas (antes dissipada na forma de calor) e a armazena em duas baterias. Esse sistema aumenta aproximadamente 80 cavalos de potência no motor. Vale lembrar que ele é recarregado sempre que o carro passa na linha de chegada.

A Brawn surgiu como a sensação da F-1. O que se deve o grande sucesso dessa nova equipe?

Primeiro ao seu comandante, Ross Brawn é um mago dentro da F1, sabe fazer um bom carro como poucos. Rubinho e Button trabalham juntos há algum tempo e ajudaram muito na criação deste carro. Agora o que realmente é o grande sucesso, foi à idéia do difusor duplo, algo novo que mudou, e muito, os carros da Brawn.

A Ferrari e a Mclaren estão em grandes dificuldades esse ano. O que deu de errado no planejamento dessas grandes equipes?

Na Ferrari acredito que seja a desordem que existe dentro da equipe. Quanto a Mclaren, tenho uma opinião muito particular. Acho que Hamilton, por mais que seja um bom piloto, ainda não tem a capacidade para ajudar sua equipe na montagem do carro. Agora ambas depositaram muita confiança no KERS e não em seu carro em si.

Houve um grande racha das equipes da F-1 com a FIA, o que ocorreu na verdade? Quem estava com a razão?

A Formula 1 é cara. As equipes gastam muito dinheiro com seus carros, pilotos, etc. Com isso, a FIA decidiu diminuir os custos e ficou decidido a criação de um teto orçamentário, mas com gerencia da FIA. Quem concordasse com isso, teria vantagens no campeonato de 2010.
As equipes, encabeçadas por Luca de Montezemolo, presidente da Ferrari, se recusaram a criação deste “teto” já que com esta medida, a FIA iria passar a fiscalizar os custos de cada equipe na F1.

Acho que as duas partes tem razão. O custo da F1 realmente é muito grande, porém esta medida é mais um jogo político do que propriamente um interesse de melhorar a categoria.

Bom... Vamos falar um pouco dos pilotos brasileiros. Primeiro o Nelsinho Piquet. Ele surgiu na F-1 como grande promessa brasileira, mas vimos que seu desempenho não correspondeu às expectativas de todos, o que se deve esse desempenho de Nelsinho Piquet?

Ele não é um grande piloto, além disso, o carro da Renault é ruim isso o atrapalha bastante, agora o seu rendimento é muito abaixo do que se esperava.

Outro piloto que todos pensavam que esse ano iria brigar pelo o título é o Rubens Barrichello, mas decepcionou novamente a torcida brasileira, o que falta para esse piloto se tornar um campeão?

Rubinho é ótimo para fazer um bom carro, ótimo para ser segundo piloto, mas não será campeão mundial. Para ser campeão, um piloto precisa ser rápido, ter um bom carro, ter uma equipe ao seu favor e contar com uma ajudinha da sorte também. E algumas dessas características ele não tem.

Quais são as chances de Felipe Massa ser campeão da F-1?

São grandes. Massa, ao contrário de Rubinho, tem todas as características possíveis para ser um campeão e ele será sem dúvida.

Ainda falando em pilotos brasileiros, há uma grande expectativa na vinda do Bruno Sena para a F-1, e não tem como negar que o garoto terá a comparação com o grande Ayrton Sena. Isso não prejudicará o Bruno Sena na F-1?

A pressão por ele ser sobrinho do Ayrton Senna existirá, sem dúvida, porém ele convive com esta comparação há muitos anos e saberá lidar bem com ela.

Se hoje você fosse o Presidente da FIA o que mudaria na F-1?

Nossa, pergunta difícil rs. Acho que eu daria mais poder para as equipes comandarem a F1, afinal são elas a grandes estrelas do espetáculo.

Para finalizar, Fale um pouco de suas expectativas sobre os próximos anos da F-1?

Infelizmente o futuro da F1 é incerto. As brigas políticas e a crise mundial podem atrapalhar. Mas a categoria já passou por muitas outras crises e soube sair muito bem delas, então acredito que será somente uma fase.

Espero que a Fórmula 1 não perca seu charme e continue criando adoradores por muitos anos.


Agradecimentos especiais: Mais uma vez ao Uelton pela entrevista e a todos que sempre me deram apoio no meu trabalho, obrigada mesmo.

Blog O Futebol+: http://esporteclube10.blogspot.com/

4 comentários:

Saulo 12 de agosto de 2009 16:18  

Legal a entrevista, heim.

Leonardo Resende 12 de agosto de 2009 17:47  

Muito boa a entrevista, Jéssica.

Mostrando que, além de saber tudo de futebol, é uma craque da F1.

Parabéns mesmo!

Visite também o Rio Futebol, se puder!

Grande abraço,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com

Jessica Corais 12 de agosto de 2009 18:47  

Obrigada Saulo. =)

Abraços, Jessica Corais

Jessica Corais 12 de agosto de 2009 18:48  

Leonardo, muito obrigada pelos elogios e pelo comentário... Passei lá no seu blog!

Abraços, Jessica Corais

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP