segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Fla empata, Flu perde e Grêmio ganha

Flamengo 1 x 1 Náutico





No primeiro jogo de Andrade como treinador efetivo do Flamengo, a equipe Rubro-negra conseguiu somente um empate diante do Náutico em pleno Maracanã, por 1 a 1.

Assim como nos outros jogos de Andrade no comando do Fla, o time saiu atrás no placar. O Náutico soube explorar os espaços defensivos deixados por Léo Moura e marcou o seu gol com Gilmar, após ótima jogada individual.

O Flamengo não se encontrou em campo, além de sentir falta de Emerson, vetado com dores musculares na coxa direita. Zé Roberto, seu substituto, pouco criou.

Numa tentativa de dar mais poder de criação a equipe, Andrade colocou Léo Moura para jogar no meio campo e Willians para fazer o papel de ala. Porém esta alteração não surtiu efeito e ainda anulou praticamente todas as jogadas pela direita do Flamengo, sobrecarregando Everton pelo lado esquerdo.

Quando tudo parecia perdido, já que além de não atacar o Flamengo perdia todas as jogadas de velocidade para o Náutico, Leo Moura, muito criticado pela torcida, marcou o gol de empate.

Andrade precisa ajeitar o lado direito do Flamengo, já que tanto contra o Atlético-MG quanto contra o Náutico, este foi o ponto fraco defensivo da equipe rubro-negra.


Atlético-PR 1 x 0 Fluminense





Tendo a pior campanha até a 16° rodada de sua história, o Fluminense de Renato Gaúcho perdeu novamente. Desta vez foi contra o Atlético-PR, por 1 a 0. O Gol foi Paulo Baier, numa linda cobrança de falta.

Abandonando o esquema 3-6-1 e mudando para o 3-5-2 , Renato apostou em Roni para acabar de vez com a solidão de Kieza no ataque do Flu, porém nada mudou. Com um meio campo pouco criativo, o Fluminense não conseguia chegar com grande perigo ao gol de Galatto.

Só aos 44 minutos do segundo tempo, foi que Galatto realmente sujou o uniforme após defender uma cabeçada de Edcarlos.

Pelo lado Atleticano, Paulo Baier, mais uma vez utilizando sua especialidade, que é a bola parada, conseguiu levar à equipe paranaense a vitória.

Não foi um brilhante jogo dos dois times. Melhor para o Atlético-PR que derrotou um rival direto para escapar do rebaixamento.


Grêmio 4 x 1 Cruzeiro





Num jogo bem movimentado e com duas expulsões para o lado da equipe mineira, o Grêmio bateu o Cruzeiro no Olímpico, por 4 a 1. Gols de Réver, Tcheco, Jonas e Maxi López, para o time gremista e Wellington Paulista, para os visitantes.

Enquanto estava 11 contra 11, o jogo era bastante igual. Mas após expulsão de Jonathan, um dos jogadores mais importantes do Cruzeiro, a equipe começou a cair de produção. Adilson Batista colocou Marquinhos Paraná na lateral e recuou Wellington Paulista, para o meio de campo. Com isso a ofensividade cruzeirense diminuiu.

Paulo Autuori, para explorar o lado direito do Cruzeiro que era o mais fragilizado após expulsão de Jonathan, tirou Willian Thiego e colocou Douglas Costa para jogar como se fosse um ponta direita. Deu resultado, já que o Grêmio melhorou no aspecto ofensivo.

Logo após expulsão de Thiago Ribeiro, Adilson Batista não teve outra escolha a não ser a de recuar todos os seus jogadores. O que se tornou uma partida de ataque contra defesa.

Mais uma vez o Grêmio prova a força de jogar em seu estádio e o Cruzeiro mostra que precisa melhorar no aspecto disciplinar de seus jogadores.

Abraços a todos, Jessica Corais

0 comentários:

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP