domingo, 13 de setembro de 2009

Como um autêntico brasileiro, Rubinho vence em Monza


Genial, é assim que pode ser resumida a vitória de Rubens Barrichello no GP da Itália. Foi a terceira vitória em Monza de Rubinho na carreira e segunda nesta temporada. Resultado este que só não foi melhor, pois Jeson Button, atual líder do campeonato, ficou em 2º e a diferença entre os dois na disputa pelo título caiu somente 2 pontos.

Foi uma corrida cheia de ultrapassagens, com certa pitada de emoção, mas o que prevaleceu mesmo foram às estratégias das equipes na busca pela vitória. Cada uma delas tinha algo em mente para ser exercido pelos seus pilotos, algumas apostaram em fazer duas paradas no pit stop, já outras apenas uma. Porém ficava bem claro que aqueles que apostaram na segunda hipótese, tinham mais chances de vencer.

Dos 7 primeiros do grid, apenas Rubinho, Kovalainen e Button iriam arriscar a fazer apenas uma parada nos boxes, mas a principio, a vantagem era do piloto da Mclaren, pois ele largou a frente dos carros da Brawn GP.

No entanto na largada, Rubinho fez uma bela ultrapassagem em Kovalainen e assumiu condição de “favorito” para vencer a corrida. Condição esta que levou até o final e honrou com méritos.

Muitos fatores fazem desta vitória ser muito merecida por Rubens Barrichello. Ele arriscou e não trocou a caixa de câmbio, se trocasse iria perder 5 posições no grid. Além de ter ganho a corrida diante dos torcedores que estiveram com ele durante toda sua carreira, os ferraristas.

Claro que a estratégia de Rubinho realmente foi perfeita, porém ele teve nesta corrida duas coisas fundamentais, que são: coragem e atitude. Característica estas, que ele pouco teve ao longo de sua carreira e que virou motivo de crítica pela torcida brasileira. Rubens Barrichello não é o melhor piloto e muito menos é querido por todos, erra muitas vezes, porém neste GP ele demonstrou qualidades de um verdadeiro campeão, ou melhor, de um verdadeiro e autêntico brasileiro.

Classificação final do Grande Prêmio da Itália 2009:

1 - Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) - 1h16min21s706
2 - Jenson Button (GBR/Brawn GP) - a 2s866
3 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - a 30s664
4 - Adrian Sutil (AUT/Force India) - a 31s131
5 - Fernando Alonso (ESP/Renault) - a 59s182
6 - Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) - a 1min00s693
7 - Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber) - a 1min22s412
8 - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - a 1min25s427
9 - Giancarlo Fisichella (ITA/Ferrari) - a 1min26s856
10 - Kazuki Nakajima (JAP/Williams) - a 1 volta
11 - Timo Glock (ALE/Toyota) - a 1 volta
12 - Lewis Hamilton (ING/McLaren) - a 1 volta
13 - Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) - a 1 volta
14 - Jarno Trulli (ITA/Toyota) - a 1 volta
15 - Romain Grosjean (FRA/Renault) - a 1 volta
16 - Nico Rosberg (ALE/Williams) - a 2 voltas

Abandoram:


Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India) - 23 voltas
Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) - 20 voltas
Robert Kubica (POL/BMW Sauber) - 16 voltas
Mark Webber (AUS/Red Bull) - 1 volta

Detalhe: Dois detalhes nesta corrida, um positivo e um negativo. A parte legal, se é que pode ser chamada assim, foi o 4º lugar de Sutil, da Force India. Já o lado ruim, foi a infantil batida na última volta de Hamilton o que acabou com a corrida do piloto inglês... para a alegria dos vários torcedores italianos que estavam no autódromo, já que com isso Kimi foi o 3º colocado, e para aqueles que não gostam de Lewis.
Abraços, Jessica Corais

19 comentários:

ArgentinaBrasilJuntos 13 de setembro de 2009 21:38  

Força Barrichello!!
Parabéns!! O título é possível!!
Jessica, um abraço desde Buenos Aires!!
Sebastián

Saulo 13 de setembro de 2009 23:07  

Valeu, Rubinho!!!

Carlos Eduardo Galvão 13 de setembro de 2009 23:14  

Estou torcendo muito para o Rubinho ser campeão, tomara que ele consiga. O cara merece!
Queria convidar a dona do blog, e os seus leitores para visitarem o meu blog: "Louco pela Bundesliga".
http://loucopelabundesliga.blogspot.com/
Deixem uma comentário dizendo o que achou.
Abraços!

AF STURT 13 de setembro de 2009 23:45  

Olha que os brasileiros ,aqueles que zuaram o rubinho,vão ter que engolir o que falaram em?.
Se rubinho ganhar eu vou achar muito bom e que sirva de exemplo,para que nunca desistirmos de nossos sonhos.
Bjs!

Fernando Gonzaga 13 de setembro de 2009 23:47  

parabéns ao Rubinho que fez uma excelente corrida e a sua equipe que fez a estratégia correta...ainda dá pra buscar este título...

abraço!!

RJ Esportes 13 de setembro de 2009 23:50  

Jéssica, o Rubens vem fazendo jus à confiança que Ross Brawn depositou nele. Agora, para o título ainda falta uma caminhada grande, até porque Jenson Button deu sinal de vida e faltam somente 4 provas para o fim da temporada. Abraço!

Gremista Fanático 14 de setembro de 2009 08:18  

Perfeita sua analise Jessica sobre o que Rubinho representa pra nós brasileiros, não é e nunca foi uma unanimidade mas nesse fim de carreira vem mostrando que pode ser campeão, muito dificil, mas ele nunca esteve tão proximo, e realmente esse corrida ele foi espetacular. grande beijo.

Saudações do Gremista Fanático;.

Marcelo Suyço 14 de setembro de 2009 08:40  

Jéssica, torço muito pelo Rubinho, ainda mais depois que apareceu o Massa, todos desdanharam demais dele, e o que Massa conquistou a mais que Rubens.. Nada. Rubinho merecia o título, acho que ainda dá.. mas tá díficil.

Net Esportes 14 de setembro de 2009 08:50  

O Rubinho foi expecional, brilhante por ter colocado a estratégia em prática com perfeição ..... já o Kavalaine foi o pior de todos, péssimo.

´Não sei ainda a respeito da batida do Hamilton mas ainda tenho dúvidas se quebrou alguma coisa, foi muito estranho.

PS. sem querer apaguei seu comentário no meu blog, se puder passa lá e faz outro !!!!!!!

grande abraço.

Carlos Henrique Pereira 14 de setembro de 2009 10:52  

Boa vitória de Rubinho, mas como já disseram, a parada não está fácil, visto que Button mostrou sinal de vida. Quanto a Hamilton, acho que foi mais um dos episódios que mostram que ele não é tão bom piloto quanto dizem, é apenas dono de um bom carro.

Entrem e comentem:
http://momentoempauta.blogspot.com

Ricardo Oliveira 14 de setembro de 2009 11:35  

Parabéns ao Rubinho, mostrou que ainda pode dar alegrias a torcida do Brasil.

Enquanto ao Hamilton, sempre na hora da decisão ele erra (lembrando da bobeira que ele deu quando tentou passar a marcha em Interlagos 2008).

Claudio Henrique 14 de setembro de 2009 13:10  

Finalmente o Rubinho venceu mais uma rsrs.

Abraços

Sergipando 14 de setembro de 2009 13:31  

Barrichello esse ano vem enchendo os olhos... vamos sonhar com o título, quem sabe esse ano vai...

Mel 14 de setembro de 2009 13:35  

Quem diria hein, Rubinho levou mais um! Eu realmente não esperava...
Pra ser bem sincera não entendo muito de F1.
Adorei o seu perfil! Eu também já tentei explicar o tal do impedimento pras minhas amigas, só que acho que elas ainda não entenderam direito...
É bom mesmo ver mais mulheres escrevendo sobre esportes, futebol principalmente...
bjs. Adorei o Blog!

Adriano 14 de setembro de 2009 16:12  

Jéssica, bom mesmo seria Buton não ter pontuado... mas o pódio duplo prova que a equipe está bem dirigida, e o melhor: com respeito a cada piloto. Que vença o melhor!

Dá-lhe Rubinho!!!

Abs!

Loucos por F-1 14 de setembro de 2009 19:38  

Eu diria que a vitória de Rubens Barrichello foi brilhante. Rubinho venceu pela terceira vez em Monza e se tornou um dos maiores vencedores no templo sagrado do automobilismo mundial, junto com monstros da Fórmula 1.

Não encaro a batida de Hamilton como um fator negativo. O inglês da McLaren não se conformou com o terceiro lugar e começou a andar no limite o tempo todo para chegar em Button. Mas acabou perdendo o controle e bateu. Se fosse outro piloto se conformaria com a posição.

Bela análise, Jéssica!

Leandro Montianele

Uelton Gomes 14 de setembro de 2009 20:44  

Como é bom ver o Rubinho pilotando bem.. vale a pena acordar cedo domingo e assistir as corridas. Por mais que a diferença tenha caído por apenas 2 pontos, a questão psicologica entre em jogo nesse momento, pois Button não consegue ter o mesmo desempenho de corridas atrás.

Vaio Rubinho.

Abraços!!!

Marcelonso 14 de setembro de 2009 20:45  

Jessica,

Estou com o Leandro,Hamilton não se acomodou em nenhum momento e tentou tirar o maximo até errar,faz parte.
Afinal ele não tem nada a perder no campeonato.

Barrichello conquistou uma vitória tática,a la Schumacher,só que para funcionar é preciso fazer por onde,e hoje ele fez.

abraço e parabéns pela análise

Felipão 14 de setembro de 2009 21:19  

jessica...

Excelente texto e concordo com vc. O Barrica foi genial nessa corrida e vencer tres em Monza não é pra qualquer um...

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP