segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Assim como em 2008 e em terras brasileiras, um inglês é campeão na F-1. Dessa vez deu Button!


Já vimos esse filme antes, porém mesmo não sendo a última corrida da temporada como nos últimos quatro anos, mais uma vez o título do mundial de pilotos foi decidido no Brasil e o final novamente não foi um dos melhores. Jenson Button se sagrou campeão após obter o quinto lugar no GP de Interlagos e Rubinho ser apenas o oitavo colocado. Posições estas que deu o campeonato ao piloto inglês.

Falando um pouco da corrida, a chuva que era tão esperada não veio. O que veio foi a segunda vitória de Mark Webber na temporada, com uma prova brilhante. Kubica, da BMW, e Hamilton, da Mclaren, completaram o pódio.

Outro piloto que fez uma ótima corrida foi o estreante Kobayashi, da Toyota. Que em seu primeiro GP na F-1, conquistou um surpreendente nono lugar. Nada mal.

Título de Button, na terra de Rubinho

Pela segunda vez consecutiva, um inglês faz a festa no Brasil. Se no ano passado foi Hamilton que ganhou o título em cima de Massa, dessa vez foi Button sobre Rubinho. Porém ambos vencidos de maneiras diferentes.

O título de Button mostra mais uma vez, que para um piloto ser campeão, é necessário alguns elementos, entre eles: ousadia quando lhe foi necessário, paciência quando for preciso, mas principalmente tem que ter sorte.

Button foi ousado e muito competente nas primeiras corridas da temporada, reflexo disso foi que ele venceu seis das sete primeiras provas do ano... Teve que ter paciência, para administrar a vantagem que obteve e assim, não perder o controle da situação. Mas também precisou contar com a sorte, quando a maré não era boa.

Já Rubinho, foi ousado em alguns momentos, teve paciência em outros, mas a sorte lhe faltou várias vezes... Faltou sorte quando seus freios impediram que ele brigasse de igual para igual com Button nas primeiras corridas da temporada. Quando seu principal adversário era justamente seu companheiro de equipe e por isso mesmo, não tinha aquele diferencial perante seu principal concorrente. Além da sorte não vir nas corridas em que precisava justamente tirar uma enorme vantagem de Jenson.

Para fechar, Rubinho declarou após a corrida, que para ele não existe azar... Tudo bem Rubinho, não vou discordar de você, azar realmente não existe. O que existe é falta sorte!

Abraços a todos, Jessica Corais

12 comentários:

Leonardo Resende 19 de outubro de 2009 23:36  

Fala Jéssica!

É o que eu disse no post anterior, o título do Button é justo por tudo o que ele fez na temporada.

Foi o melhor piloto.

O Rubinho foi guerreiro, mas é incrível como ele sempre tem problemas no carro ou acontece algo com ele quando tá tudo favorável.

Depois dizem que esse negocio de azar nao existe.

Visite também o Rio Futebol, se puder!

Grande abraço,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com

Gremista Fanático 20 de outubro de 2009 07:12  

Acho que se o Rubinho tivesse 10% da sorte do Button ele já era umas 5 vezes campeão do mundial de Formula 1, rsrsrs. Mas não podemos tirar os meritos do Button que ganhou o campeonato de forma justa e incontestavel, vamos lá, o Rubinho terá mais uma temporada pra tentar, quem sabe né? beijo.

Saudações do Gremista Fanático

F-1 A.L.C. 20 de outubro de 2009 08:57  

o que existe é falta sorte... kkkk

realmente o rubens fez bem feito, teve habilidade e usou muito pem a sua pole. fazer o que, a gente se ve em abu dahbi

o Button não emrece nem tanto o campeonato, não pela corrida de domingo que foi muito boa, estava genial, mais pelo ano todo. logo das 5 primeiras podia ter asegurado em mónaco e fazer do restante um passeio.

mesmo assim, o futebol se faz com gol, e a F1 com pontos.

Marcelonso 20 de outubro de 2009 13:23  

Jessica,


Button teve a sorte ao seu lado,mas teve competencia para fazer acontecer,por tudo o que fez mereceu o campeonato.

abraço

Eduardo Costa 20 de outubro de 2009 15:02  

Eu tenho uma idéia parecida com a sua, o Rubinho tem pouca sorte, pra não falar azar.
Todas as vezes que precisou de um resultado foi atrapalhado por algum problema que não foi culpa dele.
Visite: http:futeboleuropeu2009.zip.net
abraço

Anderson Santos 20 de outubro de 2009 18:54  

Jéssica, o Button foi bem qquando a equipe era a mlhor do grid, já o Rubinho foi muito bem, quando a mesma era a terceira ou quarta equipe. Seis contra duas (difíceis) vitórias.

Futebol ao Cubo 21 de outubro de 2009 01:01  

Até o GP Brasil eu tinha a certeza que Button seria o campeão mais chocho dos últimos tempos, tipo um Villeneuve da vida. Mas depois da prova que ele fez (a despeito da sorte de pular de 14º pra 9º em segundos) mudei de ideia. Pilotou com extrema fome de ser campeão ali mesmo.

Mas ficará marcado também pelo 'X' que levou do Kobayashi haha
Japonês bacana esse, fez uma ultrapassagem por fora, no Heidfeld se não me engano, que foi espetacular.

Beijos!

Futebol ao Cubo 21 de outubro de 2009 01:02  

Pra ficar claro, me referi ao Jacques, não ao Gilles Villeneuve.

Net Esportes 21 de outubro de 2009 12:18  

Além do Button ser inglês como o Hamilton e conquitar o título no Brasil, ele ainda terminou na mesma quinta posição do piloto da McLaren no ano passado .... além de ter sido a quinta vez seguida que o título sai em Interlagos ...... eu adoro esses números !!!!!!!!!!!!!

Carlos Henrique Pereira 21 de outubro de 2009 13:04  

Mais uma vez, não venceu o melhor piloto e sim o melhor carro. Assim como na temporada passada, esse ano o Button demonstrou não ter regularidade, nem competência para ser campeão, mas o bons resultados do começo do ano deram tranqülidade para ele apenas administrar.

Rubinho, Vettel e Webber dão um banho de direção nele.

Abraço,

Visitem:

http://momentoempauta.blogspot.com
http://blogcraquesdebola.blogspot.com

Jefferson freire 21 de outubro de 2009 19:57  

Brasileiro sempre é otimista e mais uma vez acreditamos no rubinho e mais uma vez ele decepcionou.

Bjos

Rodrigo Gomides 21 de outubro de 2009 22:53  

Já havia alertado em meu blog para esta possibilidade. E o pior de tudo foi que infelizmente aconteceu. Não dá para confiar no Rubinho. Sempre acrditamos, mas desta vez acho que foi a última...

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP