domingo, 11 de outubro de 2009

Com milagre de Palermo e a estrela de Maradona, renascem as esperanças argentinas para a Copa de 2010


A vitória antológica e emocionante da Argentina sobre o Peru faz com que uma seleção até então desanimada, desmotivada e sem aparentar qualquer chance de reação, volte a não só sonhar com a classificação para a Copa de 2010, mas principalmente mostra que isto é muito possível.

Quando foi anunciado o treinador da seleção, Maradona despertou em nosso hermanos a expectativa de ver um time vibrante, guerreiro, técnico e ofensivo. Ou seja, características básicas da escola de futebol argentina.

Porém os resultados não vieram. O que se viu foi uma Argentina completamente desmotivada, sem rumo no comando técnico e tático. Quando isso acontece, as criticas aparecem e quem mais sofre é o treinador. Mas neste caso, não era apenas uma questão de torcida contra técnico, mas de uma nação contra seu ídolo.

Maradona sabia que diante do Peru, a Argentina precisava dele. Como ídolo e como técnico. Precisava de organização tática, comando e principalmente precisava acreditar em si mesma...

A Argentina pelo menos nesta partida mostrou um pouco dos elementos que a transformou numa das maiores seleções mundiais. Não apenas pelo seu toque de bola, mas também pela sua garra, vontade e raça demonstradas dentro e fora de campo.

Ganhar de 2 a 1, com o adversário empatando aos 44 minutos do segundo tempo e mesmo assim encontrar forçar para reagir, é um milagre(como o povo argentino chama) que não acontece em qualquer partida, não acontece com qualquer jogador, não é para qualquer treinador e nem é pra qualquer time.

Aconteceu diante do Peru no Monumental de Núñez... Aconteceu com Palermo... Aconteceu com Maradona... Aconteceu com a Argentina.

Abraços a todos, Jessica Corais

13 comentários:

Carlos Sena 11 de outubro de 2009 15:49  

Fala Jessica o jogo de quarta promete com uruguai e Argentina querendo uma vaga, boa sorte pra eles e sorte a nossa que veremos os dois se matarem de camarote.

Beijoss

Gremista Fanático 11 de outubro de 2009 15:52  

"Mas neste caso, não era apenas uma questão de torcida contra técnico, mas de uma nação contra seu ídolo"
Essa sua colocação foi perfeita Jessica, acho que no fundo todos os Argentinos tem muito medo de quebrar aquela veneração que eles tem com Maradona.
O jogo foi muito emocionante, ate pra quem é de fora, isso que faz o futebol essa magia toda que encanta todo mundo, otimo texto Jessica, beijos.

Saudações do Gremista Fanático

ArgentinaBrasilJuntos 11 de outubro de 2009 17:00  

Excelente texto Jessica!
No fundo os torcedores querem outro treinador para a copa do mundo. Sabem que o Maradona não é a melhor possibilidade para ganhar o torneio mundial.
Ontem foi emocionante porém a gente sabe que se deve melhorar muito para classificar e ter boas chances em 2010!
Um abraço desde Buenos Aires!
Sebastián

Érico Barboza 11 de outubro de 2009 17:35  

Muito legais as suas colocações! Infelizmente, a única coisa que a seleção argentina possui hoje é garra. E, por incrível que pareça, ela não vem do Maradona! Um time que está jogando em casa, precisando vencer e jogando contra alguém infinitamente inferior, não pode tirar um atacante (Higuain) e colocar um zagueiro (Demichelis). A vitória argetina não teve a "mano de Dios", teve única e exclusivamente a garra hermana!

Abraços!

Érico Barboza
http://blogdoericobarboza.blogspot.com

OBS: Eu tbm possuo um blog sobre futebol. Qdo puder, faz uma visita por lá, ok?!

Felipão 11 de outubro de 2009 18:57  

"Maradona sabia que diante do Peru, a Argentina precisava dele. Como ídolo e como técnico. Precisava de organização tática, comando e principalmente precisava acreditar em si mesma..."

falar o que depois disso??

brilhante, Jessica...

Fernando Gonzaga 11 de outubro de 2009 20:15  

não dá pra acreditar que a Argentina passou sufoco para vencer o lanterna...parei de tentar entender porque o Messi brilha no Barcelona e se apaga na seleção...inexplicável...

abraço!!

blognotapreta 12 de outubro de 2009 11:53  

Olha aqui! Vou dizer-lhes uma coisa! Eu sou daqueles que está torcendo vorazmente pelo grande futebol argentino! Quero ver os hermanos sorrindo contentes em direção ao continente africano!

E depois quero que o Brasil os despache com as calças na mão de volta à América do Sul!

Um abraço pra ti! Ótimo blog!

Saulo 12 de outubro de 2009 14:55  

A Argentina não jogou bem novamente e passou um sufoco com o Peru. O Peru me surpreendeu.

Uruguai x Argentina vai pegar fogo!

Rodrigo Gomides 12 de outubro de 2009 20:49  

O primeiro desafio foi vencido pela Argentina. Porém, acho que agora a barra vai ficar pesada. O Uruguai não vai dar mole e Maradona que se prepare, para talvez cair no desgosto dos argentinos... Apesar que eu acredito na classificação da Argentina.

Ron Groo 13 de outubro de 2009 16:56  

Eu achei que o Palerma tava impedido, mas...

Ainda to torcendo pra Celeste Olimpica e pro Chile, só pra rir um pouco mais.

Jefferson freire 14 de outubro de 2009 09:50  

Foi realmente um jogo e tanto. Mas sinceramente, torço para os hgermanos ficarem de fora. Meu lado torcedor fala mais alto, hj sou uruguai

Eduardo Costa 14 de outubro de 2009 12:44  

A Argentina ganhou "com as calças na mão" hehe!
Quero ver hoje contra o Uruguai, estarei ligadaço neste jogo.
Abraço
visite: http://futeboleuropeu2009.zip.net

Rafaela Andrade 17 de outubro de 2009 00:19  

Menina, o que foi isso? Loucura ver o sofrimento alheio e interessante observar as sensações que provocam.
Beijos!
www.apenasumpontoesportibo.blogspot.com

Estou estou escrevendo sobre Vôlei para o Blog Do agrião, vem conhecer:
www.blognazonadoagriao.blogspot.com

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP