domingo, 18 de outubro de 2009

Na chuva e no talento, Rubinho crava a pole do GP do Brasil, enquanto Button é o 14º


Num treino totalmente atípico, com 2 horas e 45 minutos de duração, por conta de um verdadeiro dilúvio que caiu em Interlagos, Rubens Barrichello mostra mais uma vez que é ótimo na pista molhada e crava a pole position no penúltimo GP da temporada. Tão ou até mais comemorada que a pole de Rubinho, foi o 14º lugar obtido por Jenson Button. Nem o mais otimista brasileiro poderia imaginar um grid assim.

O treino começou e foi interrompido várias vezes, tudo por causa do acúmulo de água na pista provocado pelas fortes chuvas que caíram em São Paulo. Com isso, a apreensão dos pilotos aumentava a cada segundo e a ansiedade dos telespectadores também.

Já na primeira sessão, dois possíveis candidatos a vencer a prova ficaram pelo caminho. Hamilton e Vettel não foram bem e largarão somente na 16ª e 18ª posições respectivamente. Resultado muito abaixo do que se esperava.

No chamado Q2, segunda parte do treino, veio à maior surpresa. Jenson Button não conseguiu dar uma volta boa por conta de seu carro sair muito de frente e, com isso, obteve apenas 14º tempo. Mas nessa sessão, quase que Rubinho também fica de fora da disputa pela pole, já que ele se classificou em décimo e foi o último classificado para o Q3.

A alegria em Interlagos era visível, porém faltava a superpole. E num duelo espetacular entre Webber e Rubinho, quem levou a melhor foi o brasileiro que fez a festa no circuito após sua conquista.

Corrida + Chuva + Interlagos = Loteria

Para esta corrida, talvez mais que todas as outras desta temporada, tudo pode acontecer. Interlagos é uma pista traiçoeira que não permite erros e com chuva então, o cuidado terá que ser redobrado.

Rubinho é o mais leve no grid, mas isso pode ser irrelevante caso chova como aconteceu no treino. Já Button, precisará arriscar como não tem feito ultimamente. Tudo porque ao contrário das outras provas, a diferença entre ele e Rubens é grande e as chances da vantagem no mundial diminuir nesta corrida são muitas.

Pelos últimos anos, por tudo que aconteceu no treino e por esta temporada. Não acho mais nada impossível nesta F1. Qualquer coisa é esperada. Mas tomara que sobre emoções nesta corrida, já chega de monotonia este ano!

Veja abaixo, o grid de largada para o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 e a quantidade de combustível. Além previsão da previsão da 1ª parada para reabastecimento de cada carro:

1- Rubens Barrichello (Brawn GP): 650,5 kg (22 volta)
2- Mark Webber (RBR): 656 kg (24 volta)
3- Adrian Sutil (Force India): 656,5 kg (25 volta)
4- Jarno Trulli (Toyota): 658,5 kg (26 volta)
5- Kimi Raikkonen (Ferrari): 651,5 kg (22 volta)
6- Sébastien Buemi (STR): 659 kg (26 volta)
7- Nico Rosberg (Williams): 657 kg (25 volta)
8- Robert Kubica (BMW): 656 kg (24 volta)
9- Kazuki Nakajima (Williams):664 kg (28 volta)
10- Fernando Alonso (Renault): 652 (22 volta)
11- Kamui Kobayashi (Toyota):671,6 kg (32 volta)
12- Jaime Alguersuari (STR): 671,5 kg (32 volta)
13- Romain Grosjean (Renault): 677,2 kg (35 volta)
14- Jenson Button (Brawn GP): 672 kg (32 volta)
15- Sebastian Vettel (RBR): 683,5 kg (38 volta)
16- Heikki Kovalainen (McLaren): 656,5 kg (25 volta)
17- Lewis Hamilton (McLaren): 661 kg (27 volta)
18- Nick Heidfeld (BMW): 650,5 kg (22 volta)
19- Giancarlo Fisichella (Ferrari): 683,5 kg (38 volta)
20- Vitantonio Liuzzi (Force India): 680 kg (37 volta)

Abraços a todos, Jessica Corais

9 comentários:

Saulo 18 de outubro de 2009 12:26  

Tomara que, o Rubinho faça mais uma boa corrida.

Vamos, Rubinho!!!

Loucos por F-1 18 de outubro de 2009 12:39  

O Rubinho levou essa pole positon no braço debaixo de toda aquela agua em Interlagos. Simplesmente sensacional. Ele tem tudo para conseguir a primeira vitória no Brasil. Tudo pode acontecer se chover, mas vamos torcer.

Leandro Montianele

Carlos Sena 18 de outubro de 2009 21:12  
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos Sena 18 de outubro de 2009 21:15  

Fala Jessica corrida triste pro Rubinho e feliz pro Button e boa pro Vettel que como um certo amigo que nós conhecemos disse que seria vice, ainda falta muita coisa mas da pra ver que esse nosso amigo é bom de aposta vamos ver se isso se confirma rs.

Beijos

Wilson Hebert 18 de outubro de 2009 23:25  

Eu já não acreditava no título do Rubinho. Não porque ele nao tenha condições técnicas. Ele até é um bom piloto.

Mas não é possível, deve ser o desportista mais azarado que eu já vi.

Conseguiu 'perder' o campeonato dentro de casa.

Abraço, Jéssica!

Michel Farias 19 de outubro de 2009 01:07  

Acho que o Rubinho foi acima das expectativas esse ano... um piloto que estava praticamente aposentado chega na penultima corrida com chances de lutar pelo titulo, é uma coisa que sinceramente me surpreendeu...

Parabéns Rubinho!

http://ofuteboleoscariocas.blogspot.com/

Gremista Fanático 19 de outubro de 2009 10:33  

Que foi esse treino menina? Nossa desde os tempos do Senna eu não vibrava com uma pole assim, foi realmente incrivel, mas a sorte que sobrou no sabado lamentavelmente faltou no domingo, mas o Rubinho pode dormir tranquilo com a certeza do dever cumprido, ele lutou ate o fim, faltou carro, é uma pena, grande beijo.

Saudações do Gremista Fanático

Álan leite 19 de outubro de 2009 18:46  

Entrar em uma corrida disputando o título, e sair com o 3º lugar na classificação geral, é bem a cara do Rubinho.

Bichinho azarado esse.

Abraço!

Leonardo Resende 19 de outubro de 2009 19:15  

Fala Jéssica.

Depois dizem que o Rubinho não é azarado. É incrível como ele sempre bate ou tem o carro com problemas quando todas as condições parecem favoráveis a ele.

De qualquer maneira, o título pra o Button é o mais justo por toda a brilhante temporada que o ingles fez.

Palmas para o Rubinho, ao menos foi guerrueiro...

Visite também o Rio Futebol, se puder!

Grande abraço,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP