domingo, 28 de março de 2010

Numa corrida sensacional, Button vence na Austrália


Se na primeira corrida da temporada tivemos uma prova morna, o GP da Austrália pagou com juros e correção monetária em emoção aos apaixonados por automobilismo... A vitória ficou com o inglês Jeson Button, assim como no ano passado. O segundo lugar é do polonês Robert Kubica, resultado pra lá de surpreendente. Já a terceira colocação, é do brasileiro Felipe Massa, único piloto a subir ao pódio nas duas primeiras provas do mundial.

A corrida já mostrava que seria emocionante desde o começo. Na largada, Massa assumiu a segunda posição de maneira espetacular e ainda viu seu companheiro de equipe, Alonso, ficar ao contrário na pista por conta de um toque. Outro que largou muito bem, foi o polonês Kubica, subiu de nono para quinto.

Com a pista molhada, por conta da chuva que caiu no circuito antes da prova, todos os pilotos optaram por pneus intermediários. Porém, na hora da corrida, não havia mais chuva.

Com a pista secando, Jeson Button foi o primeiro a optar por colocar pneus de pista seca, ainda na sexta volta. Duas voltas depois, todos os carros entraram nos boxes para fazer o mesmo que o atual campeão mundial. Mas nessa altura, o inglês já estava sendo favorecido.

A partir das paradas nos boxes, a corrida continuava emocionante e com várias alternâncias de posições. Os carros da RBR e Mclaren, respectivamente, pareciam ser os melhores e por isso levavam vantagem sobre as outras equipes. Inclusive, na 16ª volta, Hamilton e Webber se estranham na pista, o que faz com que os dois pilotos quase abandonam a prova.

Na volta 26, mostrando que vive realmente uma maré de azar daquelas, Sebastian Vettel abandona a corrida por problemas nos freios. Esta foi mais uma vitória que o alemão deixa escapar.

Já chegando perto do final da prova, Kubica, Massa, Alonso, Hamilton, Webber e Rosberg, nesta sequência, começaram a criar uma incrível disputa. O brasileiro até que tentava se aproximar do polonês, mas seus pneus estavam praticamente deteriorados. O espanhol segurava de todas as maneiras o piloto inglês, que ainda tinha o australiano a sua cola.

Mas eis que faltando duas voltas para o final da corrida, Hamilton e Webber que já haviam se estranhado, se tocam e por pouco não abandonam a corrida. O carro da RBR acabou levando a pior e teve que parar nos boxes para trocar o bico, com isso caiu para nono. Já o inglês ficou mesmo com a sexta posição.

Curtinhas e avaliações do GP da Austrália


* Para quem achou que com o fim do reabastecimento não teríamos mais as guerras de estratégias, a vitória de Jenson Button provou que não é bem assim. O piloto da Mclaren lucrou por parar no pit stop primeiro que seus outros concorrentes, para trocar de pneu, e ainda se favorecendo da quebra de Vettel, venceu a corrida com méritos.

* Bruno Senna e Lucas di Grassi não conseguiram mais uma vez completar a corrida. Provando que terão um difícil ano pela frente, mais pelos carros, do que pelos pilotos.

* A dificuldade de ultrapassar foi enorme para Michael Schumacher. E ele não estava lutando para passar nem o bicampeão Alonso, nem os campeões Button e Hamilton, mas sim, o “fortíssimo” ALGUERSUARI.

* Ao contrário de Schumacher, quem brilha na Mercedes é Rosberg. De novo, ele obteve um ótimo sexto lugar, muito mais que seu carro poderia lhe oferecer.

* Após a corrida, os pilotos da RBR ficaram com a mesma sensação de que a prova poderia ter sido bem melhor. Já que a possibilidade de dobradinha era clara.

A próxima etapa da F-1 acontecerá na Malásia, dia 4 de abril.

Abraços a todos, Jessica Corais

4 comentários:

Adriano 28 de março de 2010 18:10  

Olá Jessica! Foi muito boa essa corrida, hein!

Meu destaque vai para Hamilton. Para mim foi o homem da corrida, e se não fosse o espírito de Pablo Montoya e Jack Saparrow ter baixado nele no fim da corrida, poderia ter administrado a posição na última volta para pontuar mais e buscar o título durante o campeonato... Já mostrou que a McLaren vai dar trabalho.

Grande abraço,
Adriano Berger

Marcelonso 28 de março de 2010 20:56  

Jessica,

Corrida memorável essa sem dúvida alguma.

Pilotos com vontade,piso escorregadio,algumas barbeiragens uma mistura que empolgou.

Quanto ao Schumacher,o toque na primeira curva além de quebrar a asa certamente comprometeu o balanço do carro.

abraço

Claudio Henrique 28 de março de 2010 23:15  

A inteligência da equipe do Button de trocar de pneus logo no começo da prova foi determinante para a vitória do inglês.

Abraços

Anderson Santos 29 de março de 2010 01:09  

Estive pensando desde o final da corrida como iria resumir uma prova tão sensacional. Meus imensos parabéns para você, Jéssica, um texto que conseguiu resumir muito bem a corrida!

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP