terça-feira, 15 de junho de 2010

Análises das vitórias do Japão e Holanda, e empate entre Itália e Paraguai

Holanda 2 x 0 Dinamarca

Mesmo não apresentando um futebol brilhante, a Holanda, com a ajuda de um gol contra, venceu a Dinamarca, por 2 a 0, e alcançou a incrível marca de 20 jogos de invencibilidade. Feito que não é para qualquer um.

Apesar do técnico Bert Van Marwijk da Holanda ter acertado ao armar sua equipe no esquema 4-2-3-1, de maneira ofensiva, onde tínhamos no meio de campo Kuyt (na ponta direita), Van der Vaart (na esquerda) e Van Persie (centralizado), foi após a entrada do veloz e habilidoso Elia, no segundo tempo, na vaga de Vaart na esquerda, que movimentou o jogo holandês.

Outro ponto importante foi à aparição do campeão europeu Sneijder, tão apagado na primeira etapa, mas que desabrochou no segundo tempo após a entrada de Elia. Inclusive foi deles a jogada do último gol feito por Kuyt.

A Holanda jogou menos do que pode apresentar, mas demonstrou ser uma seleção muito interessante e de um ótimo nível técnico. Escolhendo as peças certas e aproveitando as oportunidades, pode ir longe nesta copa.


Japão 1 x 0 Camarões

Mesmo com as declarações de Samuel Eto’o dizendo que a seleção de Camarões poderia conquistar a Copa do Mundo, a derrota diante do Japão, por 1 a 0, mostrou que não pode.

Jogando “em casa”, Paul Le Guen, técnico de Camarões, armou seu time no esquema 4-3-3, porém recheou o meio-de-campo com volantes, três no total, e sem qualquer meia de armação. A aposta era que seu trio de atacantes formado por Moting (esquerda), Eto’o (direita, como atua na Internazinale) e Webo (centralizado), fosse dar jeito numa seleção pouquíssimo criativa.

Talvez a culpa pela falta de criação esteja justamente no principal jogador de Camarões, Samuel Eto’o. Na Inter e na seleção ele joga da mesma maneira, a diferença é que em ambos ele é coadjuvante. O que na Inter, não é um problema, na seleção é. Resumindo, é um desperdício que nesta Copa ele, com a sua força ofensiva, seja apenas ponta direita.

Enquanto isso o Japão, que conhecido por sua disciplina tática, jogou no 4-4-2, e, dentro de seus padrões, apresentou um bom futebol. Neutralizou Eto’o, marcou a partir do campo de ataque, jogou muito pela direita que é seu ponto forte e fez o gol numa bela jogada de seu melhor jogador, o meia Matsui.

A vitória para a seleção japonesa a credencia como postulante a passar de fase. Já para Camarões, se algo não mudar, o time de Eto’o ficará mesmo pelo caminho.


Itália 1 x 1 Paraguai

Dentre as candidatas ao título, junto com a Inglaterra, a Itália pegou o adversário mais difícil no primeiro jogo. Detalhe que se confirmou ao final da partida, após o empate suado diante do Paraguai, por 1 a 1.

A Itália durante todo o jogo teve raça, vontade, e foi através disso que chegou ao gol. Dominou a partida, porém não tinha qualquer criação. Iaquinta, Gilardino e Pepe, os homens do ataque, pouco recebiam passes eficientes. A tentativa era à base de um cruzamento, principalmente com Zambrotta, na direita, mas todos desperdiçados.

A seleção paraguaia, mesmo sem Cabañas e jogando no contra ataque, incomodou algumas vezes a Itália, mas poderia ter incomodado mais caso a equipe não pecasse tanto no penúltimo passe. Mesmo assim, por pouco não o time sul americano não saiu com uma vitória histórica sobre a Itália, atual campeã mundial.

Este empate teve um sabor de vitória para o Paraguai, pois mostrou que a seleção, se continuar nesse ritmo e melhorar, pode fazer uma boa campanha nesta Copa. Já a seleção italiana, precisará muito além da vontade de seus jogadores para ir longe neste mundial.

Abraços a todos, Jessica Corais

2 comentários:

Claudio Henrique 15 de junho de 2010 20:30  

Pois é, a Itália se safou de uma derrota logo na estréia. Seria o único campeão mundial a perder na estréia. A Holande me decepcionou, esperava mais deles e o Japão está de parabéns. Venceu Camarões graças as participações de Hasebe e Matsui. Aquele Honda também joga muito bem, tem potencial para ser ídolo da seleção.

Abraços

Gabriel Campi 15 de junho de 2010 22:47  

A Itália tentou fugir de sua característica de defender e acabou apenas empatando, contra um Paraguai que vem numa crescente muito positiva. A Holanda teve dificuldades, mas venceu e deve deslanchar, e o Japão, com sua retranca, conseguiu segurar Camarões. Entra na briga pela vaga.

Abraços.

www.blogfutebolnaveia.blogspot.com

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP