sábado, 12 de junho de 2010

As vitórias de Coréia do Sul e Argentina, além do empate entre Inglaterra e Estados Unidos


Coréia do Sul 2 x 0 Grécia

A primeira vitória de uma seleção nesta Copa do Mundo, foi da Coréia do Sul, que bateu com muita facilidade a Grécia, pelo placar de 2 a 0. Os gols do jogo foram marcados por Jungsoo, após cobrança de falta, e Park, depois de roubada de bola e finalização precisa.

A Coréia mostrou neste jogo de estreia porque está disputando sua sétima Copa de maneira consecutiva. Jogando no esquema 4-3-2-1, armado por seu treinador, Huh Jung Moo, a seleção coreana tinha em seu ponto forte a velocidade de seus jogadores e a categoria de Park Ji-Sung, jogador do Manchester United.

Já a seleção grega, não tem mais aquela força principalmente da Euro 2004, onde foi campeã com uma defesa quase intransponível e com uma bola aérea fulminante. Jogando no 4-3-3, a seleção foi quase inoperante no ataque e falha na defesa.

Sem sustos, a Coréia obteve uma vitória importante na estreia. Única até agora obtida por mais de dois gols de diferença e que pode ser muito útil neste grupo que ainda tem: Argentina e Nigéria. Enquanto para a Grécia, fica a esperança de reverter esta situação no próximo jogo, diante da seleção nigeriana.

Argentina 1 x 0 Nigéria

Foi uma vitória magra, é bem verdade, obtida através de uma cabeçada, linda, de Heinze, no ângulo, após cobrança de escanteio, mas que não tira o brilho da estreia da Argentina de Messi, Tevez, Diego Milito, Higuain, Mascherano, Verón... e Dom Diego Armando Maradona.

Este era, para muitos, um dos jogos desta mais esperados desta primeira rodada. Não só por toda história da camisa argentina, mas também servia para saciar a curiosidade de muitos. Como se comportaria esta seleção que sofreu bastante nas eliminatórias? Será que Maradona conseguiria fazer de uma seleção com tantos talentos individuais um time? Como iria se comportar Lionel Messi?

Todas essas perguntas não podemos responder se baseando em apenas uma partida, porém já podemos fazer um esboço.

A seleção de Maradona tem um ataque poderoso e um time que joga pra frente. Um time com seus altos e baixo e com uma defesa bastante falha. Preço que se paga por jogar com quase cinco jogadores ofensivos.

Sobre Messi, o argentino brilhou. Criou, chutou e não fez nenhum gol, mas também não perdeu nenhum. Afinal, não foi ele quem perdeu, foi Enyeama, a parede nigeriana, que defendeu quase todas as sua finalizações de maneira espetacular.

Para a Nigéria, que chegou a esta Copa sendo apontada como uma das melhores dentre as seleções africanas, foi uma partida até certo ponto decepcionante pelo desempenho apresentado. Considerado muito abaixo das expectativas, mas que viu em seu goleiro, quem sabe, uma ponta de esperança de classificação para as oitavas de finais.

Inglaterra 1 x 1 Estados Unidos

Tudo indicava que seria uma partida daquelas bem disputadas, que como de fato realmente foi. Porém, mesmo não sendo um jogo de grandes emoções, este confronto entre colônia e colonizador foi protagonizado pelo lance grotesco do goleiro Green, da Inglaterra, que resultou no gol de empate dos Estados Unidos sobre a Inglaterra.

O começo fuminante da Inglaterra, que resultou no gol marcado logo aos 4 minutos de partida, tinha tudo para ser transformado numa partida tranquila, mas que acabou não sendo fruto do dia pouco inspirado dos comandados de Capello. Em raras oportunidades, fruto do talento de seus jogadores ou de seu ponto forte, o lado direito de seu ataque com Johnson e Johnson, o English Team até esboçou certo perigo, mas nada suficiente para vencer.

Já os americanos, que tem em sua frieza e aplicação tática seus pontos fortes, também estiveram longe de fazer uma grande exibição e nem foram de perto àquela seleção vice-campeã da Copa das Confederações.

Resultado ruim para as duas seleções que são favoritas a passarem de fase. Já que neste grupo, também temos a Eslovênia que é séria candidata a ser a zebra desta Copa.

Como destaque final, este jogo entre Inglaterra e Estados Unidos teve como árbitro e assistentes o trio comandado brasileiro por Carlos Eugênio Simon, que teve uma atuação boa.

Curiosidade: Se no primeiro dia de Copa todos os jogos terminaram empatados, neste todos tiveram gols marcados antes dos 10 minutos iniciais de partida.

Abraços a todos, Jessica Corais

3 comentários:

Gabriel Campi 13 de junho de 2010 02:27  

Oi Jéssica. Pois bem, a Coreia conseguiu vencer imprimindo velocidade, contra uma Grécia totalmente apática, que parece que veio a Copa só a passeio. Argentina e Nigéria fizeram o melhor jogo do Mundial até aqui. Os argentinos mostraram ter um ataque infernal, mas deficiências na defesa. A Nigéria, um time rápido e com um bom toque de bola, e com um excelente goleiro, promete encomodar. Já a Inglaterra, que se considerava favorita, apenas empatou com os EUA, num frangaço histórico de Green.

Abraços.

www.blogfutebolnaveia.blogspot.com

ArgentinaBrasilJuntos 13 de junho de 2010 17:03  

Oi Jessica, boa tarde!!
Concordo com seu análise sobre a vitória argentina. A defesa é o ponto bem fraco, onde Maradona deve trabalhar pois contra um time maior, com centroavantes melhores, o resultado será outro.
Messi já está demonstrando o que ele pode fazer com uma bola. Que boa notícia para nós!!
Agora devemos esperar a estreia do Brasil!!
Grande abraço desde Buenos Aires!!
Sebastián

Roberto Junior 14 de junho de 2010 19:26  

Jéssica, gostaria de te convidar a conhecer o "RJ na Copa"! Aparece lá! http://blig.ig.com.br/rjnacopa/

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP