segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Análise sobre alguns jogos da 1ª rodada do Campeonato Inglês e Português

Liverpool 1 x 1 Arsenal

Mesmo jogando fora de casa, o Arsenal dominou amplamente o primeiro tempo diante do Liverpool. Os comandados de Arsène Wenger tinham como estratégia permanecer por mais tempo com a com a posse da bola, esperando o melhor momento para marcar seu gol. Já os jogadores de Roy Hodgson preferiram jogar nos contra ataques, através das decidas de Kuyt pela direita e Jovanovic, pela esquerda.

Com o domínio da partida se imaginou que após a expulsão de Joe Cole pelo Liverpool, no final da primeira etapa, que as coisas ficariam ainda mais fáceis para o Arsenal. Entretanto, contrariando a lógica, os donos da casa mudaram de postura e conseguiram seu gol, com Ngog.

O Arsenal então sentiu o golpe. Demorou a se encontrar novamente no jogo e errou muitos passes, além de ter sérios problemas para finalizar, enquanto o Liverpool encontrava forças de sua torcida para segurar a vitória.

Já no fim do jogo, Reina, que já havia falhado em outra oportunidade, voltou a errar e, totalmente atrapalhado, empurrou a bola para dentro de seu próprio gol, o que garantiu o empate de 1 a 1, na estreia da temporada 2010/11 do Campeonato Inglês.

Wigan 0 x 4 Blackpool

Uma estreia bastante surpreendente foi a do Blackpool, que voltando a Premier League após 39 anos, venceu com autoridade o Wigan, fora de casa, por 4 a 0. O grande nome da partida foi Harewood, ex-Aston Villa, que fez dois gols e deu uma assistência. Taylor-Fletcher e Baptiste também marcaram.

As tangerinas, como são conhecidos, não tomaram consciência do Wigan e, aproveitando os vários buracos defensivos deixados pelo seu adversário, aplicaram uma inesperada goleada, com três gols obtidos na primeira etapa.

A goleada foi tão importante para o Blackpool, que o torcedor poderá adquirir o DVD da partida pelo valor de 5 libras, na loja oficial do clube inglês. (para saber mais, clique aqui)

Acompanhei a partida e vale à pena comprar o DVD.

Bolton 0 x 0 Fulham

Num jogo morno, Bolton e Fulham não saíram do 0 a 0. As duas equipes se revezavam no controle da partida. Arriscaram alguns chutes, mas faltava pontaria para ambos os lados.

Aos 32 minutos da segunda etapa, os donos da casa tiveram sua melhor oportunidade, após chute de Stuart Holden que acertou a trave e só. Já o Fulham, tentava chegar ao seu gol mais na base do toque de bola, com Davies, Zamora e Duff, porém acabou sendo pouco eficiente nessa estratégia.

Wolverhampton 2 x 1 Stoke City

Jogando em casa, o Wolverhampton conquistou uma boa vitória sobre o Stoke City pelo placar de 2 a 1. Jones e Fletcher marcaram para os mandantes e Fayer descontou já na segunda etapa.

Logo nos minutos iniciais, mesmo jogando fora de seus domínios, o Stoke começou criando algumas chances. A primeira com Jones, aos 3, e a segunda com Fuller, aos 14.

Porém logo a partida mudou e o Wolves passou a dominar. Criando algumas chances, o gol demorou a acontecer mais veio, aos 38 minutos, após cavadinha na cobrança de falta, Jones abriu o marcador.

Dois minutos depois, Fletcher, quase dentro do gol, ampliou a vantagem para os donos da casa, após cruzamento da direita.

Na etapa final, o Stoke tentou ameaçar nas jogadas de bola parada e logo aos 10 minutos, fez seu gol de honra com Faye, depois de uma cobrança de escanteio.

Mesmo com o susto, o Wolves voltou a ser superior que seu adversário e apenas administrou a vitória por 2 a 1.

Benfica 1 x 2 Académica

Num resultado pra lá de surpreendente, o Académica venceu o atual campeão português, o Benfica, no Estádio da Luz, pelo placar de 2 a 1. Miguel Fidalgo, aos 25 minutos da primeira etapa. Jara, pros donos da casa, aos 12 minutos depois de bom cruzamento de Coentrão, deixou a partida igual, e, já nos acréscimos, o brasileiro Laionel marcou e deu números finais ao jogo.

Assim como nas partidas da pré-temporada, mais uma vez a defesa do Benfica deixou muito a desejar. Além de fazer uma marcação ineficiente, os quatro homens da defesa eram muito pouco protegidos pelos volantes, ficando assim quase numa marcação individual contra o ataque do adversário.

Já o Académica, se mostrou um time muito mais bem arrumado que o Benfica, mesmo que tenha jogado desde os 5 minutos do segundo tempo com um jogador a menos após a expulsão do ganês Addy. Soube neutralizar as decidas pelas laterais de seu oponente e passou a jogar no erro dos donos da casa.

Tropeço surpreendente do Benfica e vitória merecida do Académica.

Por Jessica Corais

3 comentários:

Gabriel Campi 17 de agosto de 2010 22:48  

Muito boa as análises, Jéssica. O clássico inglês teve o Arsenal melhor, que conseguiu empatar com um frango do Reina. Já o Português teve a surpreendente derrota do Benfica. Os campeonatos europeus desta temporada prometem!

Abraços!

www.blogfutebolnaveia.blogspot.com

Luciano Mayeda 18 de agosto de 2010 02:46  

Olá Jessica !

Não via hora da bola voltar a rolar pelo mundo.
Teremos uma grande temporada !

Abraço !

deolhono-lance.blogspot.com

Anônimo 29 de outubro de 2010 12:31  

Sera que não vimos o mesmo jogo ! o S.L.Benfica foi ROUBADO em pelo memos três sim 3 penaltis e só rever as imagens que ate dou por barato esses tres ..
diz tropeção surpreendente pudera assim com um arbitro corrupto ate o clube do peixe ganha..

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP