segunda-feira, 4 de julho de 2011

Cobertura do UFC 132

No último sábado ocorreu o UFC 132, em Las Vegas, Estados Unidos. Tive mais uma vez a oportunidade de cobrir todas as lutas para o site Esporte na Tela, um evento que contou com grandes lutas, renascimento de um multi campeão, revanche e um verdadeiro show de nocautes.
Abaixo, você confere todos os meus textos para cada uma das lutas do evento:

UFC 132: Jeff Hougland, Anthony Njokuani, Aaron Simpson e Brian Bowles vencem

Em lutas válidas pelo card preliminar do UFC 132, que foi disputado em Las Vegas, todos os confrontos foram vencidos por decisão unânime dos juízes.

Jeff Hougland venceu Donny Walker, Anthony Njokuani derrotou Andre Winner, Aaron Simpson triunfou sobre Brad Tavares e Brian Bowles conquistou a vitória sobre Takeya Mizugaki.

UFC 132: Rafael dos Anjos vence George Sotiropoulos por nocaute

Com um belo nocaute, o brasileiro Rafael dos Anjos derrotou o australiano George Sotiropoulos ainda no primeiro round do UFC 132, em Las Vegas, Nevada.

O brasileiro acertou um ótimo golpe no queixo de seu adversário aos 59 segundos de luta e conquistou uma importante vitória, já que sua última luta havia sido no dia 7 de agosto de 2010, quando acabou sendo derrotado por Clay Guida.

UFC 132: Melvin Guillard vence Shane Roller por nocaute

Por nocaute, Melvin Guillard derrotou Shane Roller no UFC 132, na luta pelo card preliminar.

No primeiro round, Melvin Guillard usou e abusou dos chutes e socos, aproveitando-se da sua grande velocidade e agressividade. Com isso, o nocaute acabou sendo uma questão de tempo e de fato foi. Com dois socos no queixo de Shane Roller, o americano apagou e levou a nocaute, no minuto 2:12.

Esta foi a 28 vitória de Guillard na carreira, e, vale lembrar, que na última luta recebeu o prêmio de nocaute da noite, ao derrotar Evan Dunham. Já para Shane Roller, esta foi sua terceira derrota no catel.

UFC 132: Carlos Condit derrota Dong Hyun Kim

Na primeira luta do card principal do UFC 132, em Las Vegas, o americano Carlos Condit venceu Dong Hyun Kim por nocaute.

Mais incisivo, Hym Kim tomou a inciativa logo nos primeiros segundos e levou Condit ao solo, porém seu adversário conseguiu uma bela raspagem e conseguiu montar, mas não foi o suficiente para manter a posição.

Após esse momento, ambos diminuíram um pouco o ritmo e Carlos Condit começou a gostar da luta, eis que estão, no minuto 2:58, do primeiro round, Condit aplica uma ótima joelhada “voadora” que leva o sul coreano ao solo e finalizando o combate.

Esta foi a quarta vitória seguida de Carlos Condit, sua 27ª na careira.

UFC 132: Tito Ortiz vence Ryan Bader e ressurge das cinzas

Ele voltou. Com um nocaute sensacional, Tito Ortiz aplicou uma linda guilhotina e derrotou Ryan Bader, pelo UFC 132.

Ameaçado de demissão, após de seis derrotas consecutivas, a lenda Tito Ortiz lutou como se fosse a última luta de sua vida e, após aplicar a guilhotina, não deu qualquer alternativa a Ryan Bader e o fez bater, no minuto 1:56, decretando sua vitória e seu resurgimento no UFC.

Esta foi a vitória de número 16 de Tito Ortiz na carreira, que não sabia o que era um triunfo desde o dia 10 de outubro de 2010, contra Ken Shamrock. Já Ryan Bader, tem agora duas derrotas no cartel.

UFC 132: Dennis Siver vence Matt Wiman

Em luta válida pelo card principal, Dennis Siver derrotou Matt Wiman no segundo round, no evento do UFC 132, disputado em Las Vegas.

O primeiro round foi marcado por uma grande movimentação de ambos. Dennis Silver abusou dos chutes, enquanto Matt Wiman, que tentou por quatro vezes colocar seu oponente para baixo sem sucesso, preferia os contra golpes.

No segundo round a estratégia de ambos se manteve intacta. Wiman tentava por diversas vezes derrubar seu oponente, mas só conseguiu com sucesso por volta do minuto 2:20. Tal feito rendeu ferimento na testa de Siver, provocado por uma cotovelada.

No último round, Matt Wiman continuou tentando derrubar Dennis Siver, porém a trocação acabou sendo mais utilizada por ambos, mesmo que os dois não tenham conseguido acerta grandes golpes.

Na decisão final dos juízes, deu Dennis Siver. Com esta vitória, o alemão conseguiu sua 19º no cartel, já o americano Matt Wiman chegou sua 6º derrota.

UFC 132: Wanderlei Silva perde para Chris Leben

E não deu. O brazuca Wanderlei Silva acabou sendo derrotado pelo americano Chris Leben por nocaute, na luta do UFC 132, disputado em Las Vegas.

Começando com um ritmo melhor, Wanderlei Silva partiu para o ataque, porém com 27 segundos de luta, Chris Leben acertou um bom golpe que balançou o "cachorro louco" e, logo depois, aproveitando o momento, aplicou uma sequência de golpes e nocautou o brasileiro sem qualquer piedade.

Esta foi a derrota de número 11 da carreira de Wanderlei Silva, que completa 37 anos de vida neste domingo. Já Chris Leben chegou a sua 26 vitória no cartel

UFC 132: Dominick Cruz vence Urijah Faber e mantém o cinturão

Na luta válida pelo cinturão do UFC peso-galo, o cinturão continuou com o mesmo dono. Dominick Cruz venceu Urijah Faber no evento do UFC 132 disputado em Las Vegas, Nevada.

Eles se detestam. A única derrota de Dominick Cruz em toda sua carreira foi justamente para Urijah Faber e, por conta deste e também de outros fatores, esta luta era muito mais do que a defesa de um cinturão, era a grande revanche.

Já com poucos segundos, Dominick Cruz acertou um bom golpe, porém Urijah Faber deu o troco e aplicou um chute. Após a sequência, o desafiante tentou levar o detentor do cinturão para baixo, porém sem sucesso. A partir daí, a luta partiu mais para a trocação com vantagem para Cruz, mais agressivo, porém Faber atingiu um bom golpe que balançou seu adversário, mas conseguiu se recuperar.

Já no minuto 1:50, Dominick acertou novamente três bons golpes, bem amortecidos por Feber. Mais incisivo, Cruz ainda conseguiu acertar mais um bom golpe e Faber tentou uma joelhada, mas em vão.

Já o segundo round, a estratégia do chute permaneceu pelos primeiros segundos, mas Cruz continuava a acerta bons socos. Eis que no segundo 3:16, Faber acertou um bom cruzado que pegou em cheio no detentor do cinturão, porém não conseguiu dar sequência. Depois do golpe, ambos continuaram a trocação, mas com vantagem para Dominick Cruz, que continuava mais solto na luta.

No segundo 55 do segundo round, Cruz se desequilibrou, mas Faber não conseguiu aproveitar e já no fim, ainda levou dois golpes de seu arqui rival.

O terceiro round foi mais uma vez movimentado. Nos primeiros segundos nenhum dos dois quis arriscar muito, mas aos poucos ambos foram se soltando. Dominick Cruz tentou levar a luta de solo, mas Urijah Faber conseguiu se manter em pé. Cruz continuou acertando bons golpes, enquanto Faber parecia que estava esperando o melhor momento para golpear. Foi então que no minuto 1:50 Faber e Cruz fizeram uma boa movimentação no chão, mas nada suficiente para levar um ou outro a nocaute.

No quarto round Cruz continuou mantendo o bom ritmo, enquanto Faber tentou arriscar duas joelhadas. No minuto 3:50 Urijah Faber conseguiu acerta um bom knockdown que balançou o campeão. O golpe pareceu ter mexido bastante com Dominick Cruz que passou a tentar mais a luta do solo, contudo, acabou sendo em vão.

O último round, Urijah Faber tentou aplicar uma guilhotina que quase foi fatal e, logo em seguida, Dominick Cruz tentou levar ao solo, mas não conseguiu encaixar uma boa posição. Nos segundos finais, com o grande desgaste de ambos, a luta acabou se encaminhando para a decisão unânime dos juízes, que deram a vitória e o cinturão para Dominick Cruz.


Abraços a todos,
Jessica Corais

1 comentários:

Giovani Mattiollo 4 de julho de 2011 22:34  

Muito bom o post Jessica. Vi algumas fotos do UFC, realmente muito legal, e os brasileiros estão indo bem, pelo menos por enquanto, né?

Adorei o blog, gostaria de firmar parceria, o que achas?

Abração!

http://www.gremista-sangueazul.com/

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP